A AÇÃO CIVILIZATÓRIA E OS SABERES POPULARES DA CURA NA CAPITANIA DE MATO GROSSO

Lúcia Helena Gaeta Aleixo

Resumo


Este artigo analisa os caminhos utilizados pelas autoridades coloniais e pelos enfermos para
a preservação da saúde na Capitania de Mato Grosso. Discutir este tema implica
compreender que, neste período, políticas públicas ou mesmo ações coordenadas pelos
dirigentes coloniais eram pontuais. Quando existiram, fizeram parte do projeto civilizatório
português, com o propósito de favorecer exclusivamente a parcela privilegiada da
população colonial. Bem por isso a população se valia dos saberes populares para o
enfrentamento das doenças.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.